Centro de Lazer da Quinta de Sta. Iria

Será que ainda há vagas?

Quer ir passar uns dias à Quinta e gostava de saber se ainda há vagas no Centro de Lazer?

consulte as vagas disponíveis

Aproveite as vagas existentes e faça a sua reserva junto dos serviços do Cofre.

Conheça o Centro de Lazer da Quinta de Sta. Iria

Quarto Single

Todos os quartos single estão equipados com ar condicionado, televisão, atoalhados e secador.

Quarto Duplo

Todos os quartos duplos estão equipados com ar condicionado, televisão, atoalhados e secador.

Suíte

A suite tem capacidade para 3 pessoas e dispõe de ar condicionado, televisão, atoalhados e secador.

Apartamento T1

Os apartamentos T1 têm capacidade para três pessoas e dispõem de ar condicionado, televisão, utensílios básicos de cozinha, atoalhados e secador.

Apartamento T2

Os apartamentos T2 têm capacidade para quatro pessoas e dispõem de ar condicionado, televisão, utensílios básicos de cozinha, atoalhados e secador.

A Quinta de Sta Iria

Preçário

Horário de check-in, a partir das 16:00. Horário de check-out, até às 11:00.

Possibilidade de colocação de uma cama extra no Quarto Duplo e nos apartamentos, com o custo adicional de 10,00€ por noite.
Não será cobrado o valor da cama extra a crianças com idade inferior a 4 anos (colocação de berço).

Nas reservas efetuadas ao balcão do Centro de Lazer, acresce uma taxa de 5,00€.

A ocupação mínima é de duas noites, sendo possível, fora das épocas festivas, reservar apenas uma noite, mediante o pagamento de uma taxa adicional de 10,00€.

As alterações à marcação da estadia implicam o pagamento de uma taxa no valor de 12,50€ (valor em vigor para o ano de 2020).

O Centro de Lazer da Quinta de Sta. Iria está equipado com um abrigo temporário para animais para que os sócios possam levar consigo os seus amigos de quatro patas, tendo um custo adicional de 3,00€ por noite (a confirmar no momento da reserva do apartamento/ quarto).

O sócio, desde que presente, pode reservar mais do que um apartamento/ quarto na Quinta de Sta. Iria.

É permitida a ocupação de apartamento/quarto sem o acompanhamento do sócio, a descendentes maiores e ascendentes do do sócio e do cônjuge, desde que se façam acompanhar de uma declaração do associado a atestar o seu grau de parentesco.

 

Nota importante:

Por favor lei atentamente o Manual de reabertura dos Centros de Lazer

Sobre o Centro de Lazer da Quinta de Sta. Iria

Situado apenas a 7 kms da Covilhã, o Centro de Lazer da Quinta de Sta. Iria tem por objetivo proporcionar aos sócios, seus familiares e amigos, momentos de lazer numa envolvente fora do reboliço das cidades e da agitação das praias.

Os apartamentos T1 e T2 proporcionam uma privacidade única devido à sua construção em moradias em banda e estão equipados com frigorífico, micro-ondas, placa, televisão e secador.

Este centro dispõe ainda de quartos singles e duplos, e uma suíte.

Para aqueles que não passam sem os seus animais domésticos, o Centro de Lazer da Quinta de Sta. Iria tem um espaço especialmente concebido para que os seus companheiros de quatro patas possam ficar instalados com toda a comodidade, composto por uma ampla zona verde vedada, e por boxes individuais com fornecimento automático de água.

A Quinta não se limita aos alojamentos, e oferece a quem a visita uma série de serviços para que todos os dias sejam diferentes e ao ritmo que mais lhe agradar.

No Centro de Lazer tem à sua disposição piscinas, ginásio, campo multiusos, minigolfe, e um enorme espaço verde onde encontrará os animais da Quinta.

Para os mais pequenos, descobrir os animais da Quinta é além de diversão garantida, um projeto educacional. De galinhas a póneis, a Quinta de Sta. Iria é uma descoberta que aguça a curiosidade e aproxima os mais jovens da natureza.

No Centro de Lazer tem também à sua disposição um restaurante onde pode tomar as suas refeições, ou usar o serviço de take away.

Não termine a sua visita sem visitar a adega, onde poderá jogar uma partida de snooker, dardos, ping-pong ou matraquilhos.

Estamos à sua espera 365 dias por ano, prontos para lhe oferecer as melhores memórias.

* * *

Para que possa tirar o melhor partido das suas férias criámos um roteiro turístico, ROTEIRO VERDE, para Quinta de Sta. Iria.
Encontrará sugestões culturais, gastronómicas, de passeio e muitas opções para explorar e conhecer novos sítios.
Poderá descarregar e imprimir, ou simplesmente consultar sempre que quiser.

Como chegar

Morada

Estrada Nacional 18/3, S/N
(Estrada de Caria)
6200-707 Teixoso

Coordenadas GPS: 40º18’36,30” N; 7º26’10,16” O

Telefone: 275 920 170 | Fax: 275 920 179

Condições gerais de acesso

Os Centros de Lazer do Cofre destinam-se a proporcionar aos sócios e seus familiares alojamento de qualidade para períodos de lazer, sejam férias ou fins de semana. 

Conheça a política de cancelamento e as facilidades de pagamento no regulamento dos nossos Centros de Lazer.

Pagamento

A) 10% do valor total no ato da inscrição, no montante mínimo de 12,50€;

B) Restantes 90% até quinze dias antes da ocupação.

Pode optar por efetuar o pagamento em prestações mensais.
A) 10% do valor total no ato da inscrição, no montante mínimo de 12,50€;

B) 20% do valor total até quinze dias antes da ocupação;

C) o valor restante até 8 prestações iguais e sucessivas, não sendo permitidas prestações inferiores a 10,00€.

Caso opte por pagamento em prestações mensais, deve indicar o IBAN da conta, obrigando-se a mantê-la provisionada a partir do dia vinte e cinco de cada mês.

Cancelamento por falta de pagamento
O não pagamento, dentro do prazo do reforço de 20% ou 90%, implica o cancelamento da ocupação e a perda dos 10% da inscrição.

Pode consultar o Regulamento dos Centro de Lazer em formato PDF, caso o pretenda imprimir.

 

Regulamento dos Centros de Lazer
Cofre de Previdência dos Funcionários e Agentes do Estado

1. Beneficiários
Podem beneficiar dos Centros de Lazer os sócios do Cofre de Previdência dos Funcionários e Agentes do Estado.

2. Épocas de utilização
Ao longo do ano são consideradas as seguintes épocas de utilização:
2.1. Época baixa;
2.2. Época média;
2.3. Época alta;
2.4. Períodos Especiais;
2.5. Os períodos de calendário, a que correspondem as épocas de utilização, são definidos anualmente pelo Conselho de Administração.

3. Tempo de ocupação
3.1. O regime normal de utilização de instalações terá como limite mínimo de ocupação 2 noites consecutivas.
3.2. Relativamente ao período definido em 2.3 é estabelecida a semana como módulo de ocupação. O período máximo de ocupação por cada sócio é de 2 módulos.

4. Processo de marcação e candidatura
4.1. Para os períodos referidos em 2.1, 2.2 e 2.4, os pedidos respeitarão a ordem sequencial do registo de entrada nos serviços do Cofre. Os pedidos de marcação poderão ser efetuados telefonicamente, sendo, de imediato, confirmada pelo Cofre, a atribuição ou não do período pretendido.
4.1.1. No caso de atribuição, deverá o comprovativo do respetivo pagamento dar entrada nos serviços do Cofre no prazo máximo de 5 dias.
4.1.2. A falta do envio da prova de pagamento, dentro do prazo referido, implica o imediato cancelamento da inscrição.
4.2. Para o período referido em 2.3, a receção das inscrições efetuar-se-á até 15 de Abril de cada ano.
4.2.1. Cada candidato apenas poderá entregar um boletim de inscrição.
4.2.2. As inscrições mencionadas no número anterior serão sempre efetuadas por escrito, em impresso próprio.
4.2.3. As inscrições recebidas após a data limite do período referido em 4.2. não serão consideradas.

5. Condições de prioridades
Apenas serão ordenadas listas de prioridades para a utilização de instalações dos Centros de Lazer para o período referido em 2.3.
5.1. O critério base de atribuição de prioridade será o das utilizações verificadas em períodos homólogos nos quatro anos imediatamente anteriores, sendo atribuídos pontos, de acordo com a seguinte tabela (considerando-se o ano em curso o ano x):
Cada semana utilizada no ano x-1 – 4 pontos
Cada semana utilizada no ano x-2 – 3 pontos
Cada semana utilizada no ano x-3 – 2 pontos
Cada semana utilizada no ano x-4 – 1 pontos
Sem qualquer utilização – 0 pontos
5.2. De harmonia com a tabela aludida, somam-se os pontos dos candidatos sendo a prioridade atribuída àquele cujo resultado foi o menor.
5.3. Em caso de igualdade pontual, terá prioridade o Associado mais antigo enquanto sócio.

6. Atribuição de instalações
6.1. No que concerne aos períodos referidos em 2.1, 2.2 e 2.4, a atribuição de instalações será imediata, desde que exista a vaga pretendida.
6.2. Sempre que se verifique concurso, o processo de atribuição far-se-á caso a caso, segundo a ordem estabelecida nas listas de prioridade referidas em 5.
6.3. O concurso correspondente ao período referido no ponto 2.3 decorrerá numa única fase, com duas atribuições.
6.3.1. Para efeitos de concurso, será considerado o conjunto de inscrições recebidas, procedendo-se a uma primeira atribuição de instalações e elaborando-se a listagem de vagas disponíveis. Após a concretização das inscrições e das desistências, far-se-á uma 2ª atribuição, nos mesmos termos, resultando, assim, a listagem das vagas disponíveis.
6.3.2. A estas vagas poderão candidatar-se todos os outros associados.

7. Pagamento
7.1. O pagamento dos valores correspondentes à utilização das instalações dos Centros de Lazer será efetuado nas seguintes condições, sem prejuízo do pagamento de percentagens maiores, de acordo com a vontade do associado:
a) 10% com a inscrição, no mínimo de 12,50€;
b) 20% ou 90% até 15 dias antes da ocupação;
c) valor restante até 8 prestações iguais e sucessivas, não sendo permitidas prestações inferiores a 10€.
7.1.1. O não pagamento, dentro do prazo, do reforço de 20% ou 90%, implica o
cancelamento da ocupação e a perda dos 10% da inscrição, de harmonia com o
regulamento.
7.2. Para pagamento das prestações subsequentes à utilização, o sócio deve indicar o IBAN de conta na qual pretende o lançamento do débito, obrigando-se a mantê-la devidamente provisionada a partir do dia 25 de cada mês.
7.2.1. O IBAN deverá ser entregue no ato da inscrição, aquando do pagamento dos 10%.
7.2.2. Sob pena de não ser aceite, o associado pode até 15 dias antes do início da ocupação, proceder à alteração da forma de pagamento.
7.3. O pagamento para além do mês a que respeita é passível de juros de mora, aplicando-se a taxa das dívidas ao Estado.
7.4. Encontrando-se vencidas e não liquidadas 2 ou mais prestações, o sócio autoriza o Cofre a promover a cobrança por desconto no vencimento ou pensão de aposentação das referidas prestações, acrescidas dos respetivos encargos e juros devidos pelo incumprimento, bem como das vincendas.

8. Alteração das marcações
8.1. Não é permitido alterar as marcações nos períodos indicados em 2.3.
8.2. Só é permitido alterar as marcações nos períodos referidos em 2.1, 2.2 e 2.4, desde que nos períodos inicialmente marcados ainda existam vagas, não havendo, assim, prejuízo para outros sócios. Caso contrário, serão consideradas como desistências de uns períodos e novas marcações noutros.
8.3. Por cada alteração com exclusão ao pedido de retirada de extras será devida uma taxa, a fixar anualmente pelo Conselho de Administração.

9. Desistências
9.1. Caso o sócio pretenda desistir da utilização das instalações atribuídas, deverá dar conhecimento, por escrito, aos serviços do Cofre, até à véspera do início da ocupação, não podendo ceder a sua posição a terceiros.
9.2. Em caso de desistência será cobrada a respetiva taxa, exceto nas épocas média e alta em que são cobradas as seguintes percentagens do custo previsto da utilização:
Época média:
8 dias ou mais antes do início da utilização prevista, taxa de desistência;
menos de 8 dias antes do início da utilização prevista 50% do valor total da ocupação;
Época alta e programas especiais:
30 dias ou mais antes do início da utilização prevista, taxa de desistência;
15 dias ou mais antes do início da utilização prevista, 50%;
menos de 15 dias antes do início da utilização prevista, 100%.
9.3. A desistência que não for comunicada, na forma e nos prazos indicados no ponto 9.1. implicará o pagamento integral do período total reservado.
9.4. Ficarão isentos da penalização referida, sendo cobrada apenas a taxa de desistência, as justificadas por motivo de falecimento ou doença que implique internamento ou assistência hospitalar, do sócio, cônjuge, ascendentes e descendentes.
9.5. O valor da taxa de desistência será fixado anualmente pelo Conselho de Administração.
9.6. As desistências das atribuições de utilização na época alta, mesmo que ainda não tenham sido objeto de pagamento, serão sempre consideradas utilização efetiva nos concursos dos anos seguintes.

10. Diversos
10.1. O Cofre não se responsabiliza pelo pagamento de encargos relativos à prestação de serviços extras.
10.2. Só é permitido o acesso de animais aos Centros de Lazer que disponham de instalações próprias para os mesmos, confinando-se a sua permanência e circulação às referidas instalações.
10.2.1. Os associados devem fazer-se acompanhar do Boletim de Vacinas de cada animal sem o qual será vedado o acesso ao abrigo temporário de animais (cães/gatos). As vacinas devem estar em dia (nomeadamente a “tosse do canil” especifica), tendo sido administrada há pelo menos 5 dias antes da sua entrada no Centro de Lazer.
10.3. Cada instalação dispõe de um inventário, que deverá ser conferido pelo sócio, quando entrar. Na saída, o material será confirmado pelos respetivos serviços, sendo as faltas cobradas ao sócio.
10.4. Os apartamentos/quartos não podem ser ocupados para além da capacidade máxima estabelecida, incluindo crianças.
10.4.1. Em período de época alta é obrigatória a presença do sócio em toda a estadia, só a podendo delegar ao cônjuge.
10.5. Existindo débitos ao Cofre, o sócio não pode proceder à marcação sem que os mesmos se encontrem regularizados, exceto se existir um acordo de pagamento pontualmente cumprido.
10.5.1. Existindo débitos por regularizar e sem acordo de pagamento pontualmente cumprido, 15 dias antes da ocupação, será cancelada a ocupação aplicando-se as penalizações constantes neste regulamento.
10.6. A responsabilidade da reserva e pagamento da estadia nos centros, bem como os encargos relativos a prestação de serviços extra, são sempre da responsabilidade do associado.
10.7. O sócio será responsabilizado pelos eventuais danos provocados no local da estadia e que venham a ser reclamados.
10.8. O abandono ou saída antecipada das instalações não confere direito a qualquer reembolso.
10.9. Qualquer violação das normas contidas no presente regulamento, bem como de disposições pontuais que o venham a complementar, será objeto de análise pelo Conselho de Administração, o qual decidirá sobre a eventual aplicação de penalizações aos infratores.
10.10. Cada associado é responsável pela limpeza do espaço kitchenette, no acto do checkout.

11. Dúvidas e casos omissos
Os casos omissos e dúvidas de interpretação do presente regulamento serão pontualmente resolvidas pelo Conselho de Administração do Cofre.

12. Entrada em vigor
O presente regulamento entra em vigor no dia 22 de janeiro de 2020.

No Centro de Lazer – Quinta de Sta. Iria, é permitida a ocupação de apartamento/quarto sem o acompanhamento do sócio, a descendentes maiores e ascendentes do sócio e do cônjuge, desde que se façam acompanhar de uma declaração do associado a atestar o seu grau de parentesco.

Nesta situação, no ato da marcação do período de estadia, é obrigatório indicar o familiar que efectuará a entrada no empreendimento e preencher esta declaração, que deverá ser entregue no acto do check-in.